segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Collor: 'O problema é vontade política de fazer a decisão acontecer'

Candidato ao governo do Estado apresenta propostas durante sabatina à programa AL TV 1ª Edição
GazetaWeb

“Há governos que deixam as coisas acontecerem, outros não sabem o que está acontecendo e alguns que fazem acontecer. Eu sou daqueles que fazem acontecer”.

Dando início à série de sabatinas realizada pelo programa AL TV 1ª edição, da TV Gazeta, o senador da República e candidato a governador de Alagoas nas eleições deste ano, Fernando Collor de Mello (PTB), apresentou uma série de propostas, nesta segunda-feira (13), durante cinco minutos de entrevista. Fernando Collor ressaltou a importância da negociação para garantia de recursos ao Estado e a valorização da infraestrura para o desenvolvimento de Alagoas. Por último, o candidato solicitou ao eleitor que confiasse em sua experiência para o cumprimento dos compromissos de campanha quando eleito.

Recursos para melhorias

“Dinheiro não é problema. O problema é vontade política de fazer a decisão acontecer. Eu sou daqueles que faz acontecer. No meu governo, haverá melhoria na qualidade de ensino, com prijeto de educação continuada. Como fiz como presidente da república , faremos em Alagoas”.

Saúde

A proposta do senador é a de que seja reativado o antigo Hospital Geral, que funcionaria no prédio hoje ocupado pela Justiça Federal. “O prédio foi repassado ao Poder Judiciário e nem mesmo os juizes federais sabem o que fazer com tanto espaço disponível”.

Endividamento

Sobre as dívidas acumuladas que impedem ou prejudicam os investimentos no Estado, Fernando Collor ressaltou a necessidade de se saber negociar. “Temos que encontrar fórmulas inteligentes para que possamos investir em obras, saneamento e segurança pública. Temos de adotar iniciativas dessa natureza, de modo que as mesmas não entrem em conflito com os cáculos ou infrinjam a Lei de Responsabilidade Fiscal”, comentou. “Em termos de administração, tudo gira em torno do diálogo com os órgãos federais, remanejando os recursos necessários”.

Indústria

Para o candidato Fernando Collor, a isenção do ICMS durante períodos determinados não é o suficiente para atrair indústrias para Alagoas. “É preciso garantia de infraestrutura básica, fornecimento de energia, logística. Como presidente da comissão de Infraestrutura do Senado, com a experiência que adquiri, garanto que em quatro anos teríamos como pôr em prática obras importantes de saneamento, iniciando imediatamente os trabalhos”.

Segurança Pública

Ao ser questionado a respeito da superlotação nos presídios de Alagoas - 73,1% no Baldomero Cavalcante e 71% no Cyridião Durval -, o senador respondeu que sua prioridade é ‘trazer tranquilidade à família alagoana’. “Vamos afastar os bandidecos do estado de Alagoas. Na medida em que não tenhamos mais delinquentes ou meliantes cruzando nossas fronteiras e querendo fazer de Alagoas o seu recreio, porque sabe que aqui rege a impunidade, não precisaremos tanto de cadeias e locais de detenção”, disse. “Que esses bandidos se afastem de Alagoas. Do contrário, vão sentir o peso da minha munheca no espinhaço deles”, complementou.

Confira o vídeo com a entrevista:

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário